Sabe-se que o processo de desenvolvimento de software é uma atividade complexa e envolve diversas atividades. Atualmente, estamos rodeados por dispositivos contendo algum tipo de software, seja no trabalho, na escola, na rua, estamos sempre em contato com algum aparelho contendo algum “programa” instalado. O smartphone, por exemplo, contém diversos softwares integrados que disponibilizam uma infinidade de recursos e ferramentas que facilitam o nosso dia-a-dia. Em decorrência desta realidade, é fundamental que uma metodologia seja empregada, pois torna o processo organizado e aspectos como custos, prazos e recursos podem ser melhor gerenciados e controlados.

A demanda por softwares cada vez mais confiáveis e seguros cresce a cada dia. Da mesma forma que existem processos para o desenvolvimento dos softwares, há também os processos que tornam os produtos de software mais confiáveis. Neste caso, destacamos a importância do processo de atividades de testes, com o objetivo de tornar as aplicações, seja da TI tradicional (como softwares instalados em seu computador), ou aplicações Web (como sites e programas de gestão online) mais eficientes e com uma qualidade melhor.

A internet de hoje é totalmente diferente da internet do início do ano 2000. Antigamente os sites eram compostos por páginas estáticas contendo as mesmas informações visíveis para todos os usuários. Já o cenário atual retrata algo que vai muito além disso. Encontramos hoje aplicações complexas para os mais variados setores, sites com informações atualizadas a cada minuto, e milhões de usuários interagindo entre si e usando algum sistema 24 horas por dia. Os sistemas atuais disponibilizam informações personalizadas para cada usuário (imagine o acesso a um sistema de banco, no qual cada correntista tem acesso aos seus extratos bancários, ou uma loja virtual, no qual o usuário vai inserindo produtos em seu carrinho virtual). Todos estes sistemas são estruturados de forma que possibilitem o acesso rápido e seguro de informações para seus usuários. Imaginemos a hipótese de um sistema desses falhar. Prejuízos, frustrações, e até perda de vida (isso mesmo, softwares da área de saúde já tiraram a vida de pessoas) são algumas das consequências de sistemas que não cumpriram o papel para o qual foi projetado.

Todo desenvolvedor de software deve inserir atividades de testes em seus projetos, pois falhas sempre existem e estão escondidas até que sejam descobertas pelos seus usuários. Não podemos afirmar que existam softwares sem erros. Se você testou o seu software e não encontrou erros, não significa que o mesmo não apresenta falhas. Pelo contrário, ele (o software) passou a mensagem para você dizendo que você precisa testá-lo de forma mais aprofundada. E pode acreditar, você encontrará algum tipo de defeito em sua aplicação.

Independente se o seu projeto possui inúmeros requisitos sofisticados, ou apenas um único requisito, é fundamental que o mesmo passe pelas atividades de testes. Somente assim você poderá garantir que o seu produto possua o nível de qualidade esperado. Lembre-se que testar não é simplesmente rodar um programa que faça o trabalho para você. Por trás disso, é necessário todo um planejamento que direcione as atividades a serem realizadas encima de seu produto.

Até um site institucional deve passar por uma etapa de testes, visando assegurar de que o mesmo não contenha nenhum tipo de falhas.

Uma vez que você encontrou erros em seu produto de software, poderá corrigi-los, tornando o seu produto mais confiável e consistente. Não encare as atividades de testes como uma atividade cansativa e sem necessidade. Encare-a como um auxílio para a obtenção da qualidade de seu produto final, atendendo a todos os objetivos para o qual foi proposto.

Lembre-se que testes de sucesso não são aqueles no qual você não encontra erros. Muito pelo contrário, para você se suceder bem em uma atividade de testes, você deve encontrar erros em sua aplicação, e assim executar ações para corrigi-lo.

Eduardo Almeida
Analista de Sistemas

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário