Devido à crescente importância e influência que os buscadores web têm adquirido no cotidiano das pessoas e das empresas, fazemos uma analogia entre eles e os oráculos antigos. É importante ressaltar que as empresas que possuem sites institucionais estão investindo constantemente para ficarem mais visíveis possível na internet.

Segundo a Wikipedia, um oráculo é uma pessoa ou ação considerada fonte de conselho sábio ou opinião profética; uma autoridade infalível, normalmente de natureza espiritual. Desde a antiguidade, como na Grécia e Roma antigas, os oráculos têm sido usados pelos homens para ajudar em suas escolhas, caminhos e decisões. Se observarmos atentamente, essa característica fundamental dos oráculos – de indicar o caminho a ser seguido – tem sido usada mais do que nunca na Era Digital em que vivemos. Podemos dizer que estamos na Era da Busca: o crescimento contínuo da web e seu consequente aumento em complexidade tornam muito difícil encontrar as informações que precisamos ou desejamos dentro dela. Assim, mecanismos de busca como o Google são usados diária e frequentemente ao redor do mundo para auxiliar os humanos a encontrar caminhos e informações na infinidade de pontos e rotas da teia computacional da web.

Oferecendo respostas, informações e muitas vezes sugestões sobre o que buscamos, e nos ajudando a tomar decisões, os mecanismos de busca na web são sites que funcionam como verdadeiros “oráculos digitais”.
Da inegável utilidade e importância desses oráculos digitais, sem os quais nossas capacidades de acesso e penetração na web seriam muito restritos, provém também o grande poder que eles exercem sobre nós e a sociedade como um todo. A partir do momento em que usamos tais mecanismos e acreditamos nos resultados recebidos, ouvindo sua voz, damos a eles o poder e credibilidade.

google

Da mesma forma que na antiguidade as pessoas usavam os oráculos submetendo-se a seu poder, que determinava muitas vezes o destino de nações inteiras, sugere-se aqui que os usuários dos buscadores – oráculos digitais atuais – também se submetem a eles. No entanto, enquanto na antiguidade o poder divino ou místico dos oráculos era do conhecimento de seus usuários, no caso dos oráculos digitais talvez as pessoas pensem que estão no controle de suas busca sem perceber o poder que os oráculos exercem. Apesar de os mecanismos de busca na web serem entidades digitais, e não espirituais ou divinas, talvez seus “conselhos” sejam tão poderosos quanto ou até mais influentes que os dos oráculos da antiguidade.

Cada vez mais pessoas usam os mecanismos de busca on-line, e quanto mais experiente um usuário se torna na web, mais ele sua esses mecanismos. Portanto, podemos dizer que os buscadores tendem a exercem influência cada vez maior, já que cada vez mais pessoas se tornam usuários da web, ficando mais experientes ao longo do tempo.

Assim, se as pessoas frequentemente utilizam em seu cotidiano os resultados obtidos nos oráculos digitais, podemos supor que eles afetam não apenas o cotidiano individual dessas pessoas, mas também a sociedade onde estão inseridas, que consequentemente participa da web e da vida digital.

O poder dos buscadores em determinar nossos caminhos ou escolhas está intimamente ligado à confiança que atribuíamos a eles. Na antiguidade o poder divino atribuído aos oráculos avalizava suas respostas. Na internet, a crença de que estamos obtendo respostas corretas para nossas buscas é o poder que avaliza os oráculos digitais. Poderíamos ainda acrescentar que, nesse último caso, o poder dos mecanismos de busca se amplifica devido a dois fatores importantes que não estavam presentes nos oráculos antigos: disponibilidade e facilidade de uso. Ou seja, conveniência.

Ao contrário dos oráculos antigos, estamos frequentemente a apenas um clique de distância de qualquer oráculo digital, e suas resposta normalmente é instantânea e clara, não necessitando que decifremos “expressões vagas e indeterminadas, sujeitas a várias interpretações”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário